GREVE GERAL AFETA SERVIÇOS DE TRANSPORTE NA ITÁLIA

Alguns serviços públicos e do sistema de transporte estiveram com operações reduzidas nesta sexta-feira (24), na Itália, devido à greve nacional convocada pela União dos Sindicatos de Base (USB), que protesta contra a reforma trabalhista apresentada pelo governo do primeiro-ministro Matteo Renzi.

A companhia aérea espanhola Vueling cancelou 38 vôos programados para decolar do aeroporto de Fiuminico, em Roma, e 24 previstos para aterrissarem na capital italiana. Os passageiros, por sua vez, reclamaram de não terem sido avisados da greve. Até o início da noite de ontem, porém, a Vueling foi a única empresa aérea a aderir à paralisação. O trens metropolitanos de Roma também operam nesta sexta-feira, mas com algumas estações fechadas, como a Roma Lido e a Roma Viterbo.

Em Milão, o serviço funcionou normalmente. Estavam previstos ainda, protestos em diversas cidades italianas, como Gênova, Campossabo, Turim, Milão, Triestre, Trento, Novara, Veneza, Bolonha, Vicenza, Nápoles, Potenza, Bari, Catania e Cagliari.

Em Roma, o cortejo de trabalhadores partiu da praça Esquilino carregando faixas com a foto do premier italiano. O projeto de mudança na legislação trabalhista italiana tem provocado polêmica no país, com os sindicatos e a oposição acusando o primeiro-ministro Matteo Renzi de querer subtrair direitos dos empregados.

Fonte: Ansa