Notícias
21 de Fevereiro - Dia Nacional do Imigrante Italiano. No dia nacional do imigrante italiano, confira dicas de livros sobre a história dos italianos no Brasil





































Para comemorar este dia tão especial para nossa Coletividade, o Comites de São Paulo está publicando um super texto escrito pelo Jornalista e Conselheiro do Comites Julio Cezar Ragazzi.

Feliz dia do Imigrante Italiano e boa leitura!

 
No dia nacional do imigrante italiano, confira dicas de livros sobre a história dos italianos no Brasil
 
Aprovado em junho de 2008 e incluído no calendário nacional, o dia 21 de fevereiro é oficialmente o “Dia Nacional do Imigrante Italiano”.
A data foi escolhida devido à expedição de Pietro Tabbachi ao Espírito Santo em 1874.  Considerada a primeira viagem de imigrantes em massa da Itália para o Brasil, esta travessia aconteceu no dia 3 de janeiro de 1874, às 13 horas, do Porto de Gênova, em dois navios a vela, o "La Sofia", na expedição Tabacchi, e a segunda pelo " Rivadávia" , ambos de bandeira francesa. O "Sofia" chegou ao Brasil em fevereiro de 1874, 386 famílias, para as terras de Pietro Tabacchi, em Santa Cruz .
De acordo com os sites de pesquisa sobre a imigração italiana, desde 1870 até 1959 entraram no Brasil mais de um milhão e meio de italianos, sendo o período de 1884 até 1913 o de maior afluência dos italianos para o Brasil.
Cerca de 65% dos italianos que chegaram ao nosso país fixaram residência no estado de São Paulo, com os outros 35 % dividindo-se entre os estados do sul do Brasil mais Minas Gerais e Espírito Santo.
Contar toda a saga dos imigrantes e sua integração à vida brasileira levaria páginas e páginas de matéria. Dessa maneira, indicamos os melhores livros (que nós conhecemos, se vocês quiserem, podem indicar outros títulos) sobre a história da imigração.
Vale lembrar ao amigo leitor que alguns livros ainda estão em catalogo e outros não foram reeditados. Nossa sugestão é que o interessado procure as obras nos sites de busca da internet e nos sebos de livros usados.
 
DO OUTRO LADO DO ATLÂNTICO – Angelo Trento
Lançado em 1989, este livro foi publicado pela editora Nobel com o apoio do Istituto Italiano di Cultura di San Paolo e do Instituto Cultural Ítalo-Brasileiro.
Trata-se de uma obra fundamental para o conhecimento da imigração e integração do elemento italiano no Brasil. O livro aborda principalmente o período entre 1875 e o final da década de 1950.

ITALIANOS NO BRASIL “ANDIAMO IN MERICA” – Franco Cenni
Publicado pela primeira vez em 1960, o livro foi reeditado pela editora da USP (Universidade de São Paulo) em 2011.
Obra foi escrita em entre 1958 e 1959, logo após a visita do presidente italiano Giovanni Gronchi ao Brasil, e lançado em 1960, este livro participou e venceu um concurso literário patrocinado pela Companhia Antártica Paulista, que teve como banca julgadora nomes como Sérgio Buarque de Holanda, Antonio Candido de Mello e Souza, Sérgio Milliet da Costa e Silva, Edoardo Bizzarri e pelo poeta Guilherme de Almeida.

MATARAZZO – Ronaldo Costa Couto
Excelente biografia do mega empresário Francesco Matarazzo, esta obra foi lançada em 2004 pela editora Planeta. O autor, Ronaldo Costa Couto, é um renomado economista, historiador e jornalista nascido em Minas Gerais.
Couto viajou para Castellabate (cidade natal de Matarazzo) e também por várias cidades brasileiras onde o imigrante italiano realizou negócios e abriu fábricas.
Ele também entrevistou vários descendentes da família Matarazzo para compor esta espetacular obra.

CARCAMANOS E COMENDADORES – Mario Carelli
Originalmente o texto desse livro foi publicado em 1982 como tese de doutorado do paulistano Mario Carelli na Universidade de Sorbonne, na França. Como livro, porém, foi lançado em 1985 pela Editora Ática.
Esta obra retrata a vida e a influência dos imigrantes italianos na cultura e no dia a dia da cidade de São Paulo entre 1919 e 1930.
A publicação ainda traz nas últimas páginas ilustrações do cartunista Lemmo Lemmi, mais conhecido como Voltolino, que atuou em revistas e jornais de São Paulo entre 1905 e 1926, e retrata com bom humor a vida do imigrante italiano nos bairros da Mooca, Brás, Bixiga, Belém, Barra Funda e a região central da cidade.

BRAVA GENTE – Zuleika M.F. Alvim
Publicado em 1986, este livro chegou ás lojas pela Editora Brasiliense e traz um estudo sobre os imigrantes italianos no estado de São Paulo, principalmente os imigrantes que se fixaram no interior e trabalharam nas fazendas do Café. O destaque da obra está na historia do “Caso Lungaretti”, no qual o imigrante Angelo Lungaretti matou o fazendeiro Raul Salles, irmão do presidente da República Campos Salles, após ele tentar violentar uma de suas irmãs e agredir seu pai.

A PRESENÇA ITALIANA NO BRASIL – Luis De Boni
Lançado em 1987, este livro foi originalmente publicado pela Fundação Giovanni Agnelli. Trata-se de uma pesquisa sobre os imigrantes italianos no Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e o interior de São Paulo.

OS FANTASMAS DA SÃO PAULO ANTIGA – Miguel Milano
Publicado em 1950 e reeditado pela editora UNESP em 2012, este livro foi escrito por Miguel Milano, filho de imigrantes italianos que morou em São Paulo, e é divido em duas partes: a primeira traz as crônicas e as “lendas urbanas” de quem viveu na capital paulista na primeira metade do século 20; a segunda parte traz o relato do autor sobre as mudanças na paisagem e no urbanismo dos principais pontos turísticos do centro de São Paulo.

O ELEMENTO ITALIANO NO BRASIL – Francesco Pettinati
Lançado em 1939, este livro foi escrito pelo jornalista e empresário Francesco Pettinati. Ele retrata as aventuras de navegantes italianos que vieram para o Brasil desde os primeiros anos do Brasil como colônia de Portugal. O destaque fica para uma pequena biografia do jornalista e médico Giovanni Battista Libero Badaró.

FUTEBOL E IMIGRAÇÃO – O CASO PALESTRA ITALIA – José Renato de Campos Araújo
Este livro traz o estudo do autor sobre a construção da identidade italiana em São Paulo, especialmente pela olhar esportivo, com a trajetória do Palestra Italia/Palmeiras entre os anos de 1914 e 1942.
O livro traz uma rica pesquisa das difilcudades que os membros do clube viveram no período das duas guerras, bem como a afirmação dentro do campo, e como as vitórias do Palestra eram retratadas pela imprensa paulista do período.
Lançado no ano 2000 pela editora Sumaré, com apoio da Fapesp e do Idesp.

PALMEIRAS MINHA VIDA É VOCÊ – Nelo Rodolfo
Lançado em dezembro de 2015 pela Atla Books, o livro traz o trabalho do jornalista, radialista e advogado Nelo Rodolfo. Contanto com o apoio dos historiadores Fernando Gallupo e Luciano Pasqualini, esta obra retrata a trajetória da Sociedade Esportiva Palmeiras, clube fundado pelos imigrantes italianos de São Paulo que em mais de cem anos tornou-se o maior vencedor de títulos nacionais no Brasil.

GLÓRIAS DO MOLEQUE TRAVESSO – A HISTÓRIA DO JUVENTUS – Fernando Gallupo, Angelo Agarelli e Vicente Romano Netto
Escrito em 2012 e lançado no início de 2013, este livro traz a historia do Clube Atlético Juventus, fundado em 1924 pelos funcionários do Cotonifício Rodolfo Crespi, no tradicional bairro paulistano da Mooca.

DE PALESTRA A CRUZEIRO – Luis Troppia Barreto e Plínio Bossi Barreto
Livro lançado no ano 2000 que resgata as origens italianas e o desempenho dentro dos campos do Cruzeiro Esporte Clube, tradicional agremiação mineira que foi fundada em janeiro de 1921 pelos imigrantes italianos de Belo Horizonte.

Texto: RAGAZZI Julio Cezar 

Leia Também
VEJA MAIS
Cadastre-se
Receba Informações do Comites