Presidente visita o Colegio Italiano Leonardo Da Vinci em Bogotá

Bellon, Vita, Penazzo e Sartori

A convite do Dr. Augusto Bellon, Diretor Escolar do Consulado Geral da Itália em São Paulo e Presidente da Banca Examinadora do Ministério das Relações Exteriores da Itália na ocasião, o Presidente do Comites de São Paulo Renato Sartori  na última sexta-feira (01/07) visitou o Colégio Italiano Leonardo Da Vinci, no bairro de Usaquen em Bogotá na Colômbia.

O colégio que é considerado um dos melhores do país, conta com mais de 1000 alunos, todos com currículo bilíngue Italiano/Espanhol e diploma internacional, o que permite a entrada em qualquer universidade italiana, pois conta com curriculo equivalente. Outro ponto diferencial é que no ensino médio o colégio oferece ao aluno três opções de curriculos: Científico, Linguístico e Artístico.

Sartori acompanhou alguns exames finais públicos, que são realizadas pelos alunos oralmente e avaliados por uma bancada examinadora formada por professores locais e professores enviados pelo governo italiano.

Segundo Dr. Bellon, a escola é um exemplo a ser seguido: “Esta escola e’ um e exemplo de como teria que fucionar todas as escolas italianas no exterior.  De qualidade, autonoma e promotora da cultura italiana. Reconhecida unanimemente como promotora da cultura italiana e como modelo de qualidade”  afirma ele.

O Presidente também foi recepcionado pela Diretora Pedagógica Dra. Maria Teresa Ambrosi Penazzo e pelo Reitor Dr. Fernando Vita, os quais apresentaram toda a estrutura da escola, salas de aula, museu, observatório, enfermaria, bibliotecas etc, que suportam o aluno em toda sua vida escolar, desde bambino até a maturidade.

Veja mais fotos clicando aqui!

Destaque também para o clube Centro Italiano de Bogota que fica ao lado do colégio e possui estrutura completa de um clube de campo dentro da capital em área urbana.

O Comites agradece ao Prof. Bellon pelo convite e mais uma vez reforça o compromisso de trabalhar para que São Paulo e toda circunscrição avance no desenvolvimento e expansão do ensino da língua italiana.