REFERENDO POPULAR CONFIRMATIVO – CONSULADO ITALIANO DE SP INFORMA.

REFERENDO POPULAR CONFIRMATIVO

04 DE DEZEMBRO DE 2016

VOTO NO EXTERIOR PELOS CORREIOS

INSTRUÇÕES PARA OS ELEITORES

Objeto do voto

Quesito formulado no Referendo: “Approvate il testo della legge costituzionale concernente ‘disposizioni
per il superamento del bicameralismo paritario, la riduzione del numero dei parlamentari, il contenimento
per il superamento del bicameralismo paritario, la riduzione del numero dei parlamentari, il contenimento
della Costituzione’, approvato dal Parlamento e pubblicato nella Gazzetta Ufficiale n.88 del 15 aprile 2016?”
Se votar “SI”, o pronunciamento do eleitor será FAVORÁVEL à reforma constitucional votada pelo
parlamento.
Se votar “NO”, o pronunciamento do eleitor será CONTRÁRIO à reforma constitucional votada pelo
parlamento

Quem vota no exterior?

Votam no exterior pelos correios:

 Os eleitores inscritos no AIRE (Registro dos Italianos Residentes no Exterior) residentes em Países onde subsistam as condições para realizar o próprio voto utilizando o serviço local de correios;

 Os eleitores temporariamente no exterior por razões de trabalho, estudo ou atendimento de saúde que tenham apresentado a específica opção de voto no exterior até o dia 02 de novembro de 2016, bem como seus familiares conviventes, desde que não estejam inscritos no AIRE.

Como votar

O voto é realizado mediante envio pelos correios, seguindo as modalidades determinadas pela Lei n. 459 de 27 de dezembro de 2001 e pelo Decreto do Presidente da República n. 104 de 2 de abril de 2003. Em especial:

a) A partir do dia 8 de novembro, os Consulados enviam pelos correios a cada eleitor um envelope com:
 Certificado eleitoral (isto é, o documento que certifica o direito ao voto);  Cédula eleitoral;
 Um envelope menor (geralmente de cor branca); 
 Um envelope maior pré-selado com o endereço do Consulado territorialmente competente já impresso;
 O presente folheto informativo.

b) O eleitor expressa o próprio voto marcando um sinal (por ex: uma cruz ou uma barra) no retângulo presente na cédula eleitoral em que é inscrita a palavra “SI” ou a palavra “NO”, utilizando EXCLUSIVAMENTE uma caneta de cor azul ou preta;

c) A cédula eleitoral deverá ser em seguida inserida no envelope menor, o qual deverá ser cuidadosamente lacrado, sendo nele inserido tão-somente a cédula eleitoral;

d) No envelope maior pré-selado (com o endereço do Consulado territorialmente competente já impresso) o eleitor deve sucessivamente inserir o cupom (tagliando) da certidão eleitoral (destacando-o seguindo a linha pontilhada) e o envelope menor em que foi inserida a cédula eleitoral votada;

e) O envelope pré-selado, predisposto conforme as modalidades acima descritas, deverá ser enviado pelos correios de modo que seja entregue ao Consulado territorialmente competente até as 16h00 (horário de Brasília) do dia 01 de dezembro de 2016;

f) As fichas entregues após o referido termo não poderão ser escrutinadas e serão incineradas.

ATENÇÃO

NA CÉDULA ELEITORAL, NO ENVELOPE MENOR E NO CUPOM DA CERTIDÃO ELEITORAL (TAGLIANDO) NÃO PODE HAVER MARCA ALGUMA QUE POSSA IDENTIFICAR O ELEITOR. NO ENVELOPE MAIOR PRÉ-SELADO NÃO DEVE SER ESPECIFICADO O NOME DO REMETENTE. O ENVELOPE MENOR E A CÉDULA ELEITORAL DEVEM RESULTAR INTATOS. O VOTO É PESSOAL, LIVRE E SECRETO. É PROIBIDO VOTAR MAIS DE UMA VEZ. QUEM VIOLAR AS DISPOSIÇÕES PERTINENTES SERÁ PUNIDO CONFORME A LEI.

PARA ASSISTIR O VIDEO CLIQUE AQUI:

fonte: http://www.conssanpaolo.esteri.it/consolato_sanpaolo/it/la_comunicazione/dal_consolato/referendum-popolare-confermativo.html