APP “MAPEIA” TODAS AS OPÇÕES DE ALIMENTAÇÃO DA EXPO

Restaurantes, vinícolas, confeitarias, bares e food trucks: são quase 200 os lugares onde se pode comer durante a Expo Milão 2015, a feira universal que acontece até o dia 31 de outubro e tem como tema “Alimentando o Planeta: Energia para a Vida”.

Por conta disso, o serviço de busca de restaurantes Zomato criou um “mapa” com todas as opções de alimentação dentro e fora dos pavilhões e centenas de fotos, preços, informações de funcionamento, cardápios, coordenadas geográficas e avaliações de visitantes.

A partir das classificações, é possível ver, por exemplo, que o restaurante Minokichi, no pavilhão do Japão, é o mais caro do evento, com um almoço individual custando 80 euros (cerca de R$ 270), e que o Meydan, no pavilhão da Turquia, é o mais barato de todos, com um almoço para duas pessoas ao preço de 20 euros (aproximadamente R$ 67).

O “mapa” também mostra quais lugares oferecem comidas e bebidas de 
graça, como o Le Bistrot du Lion, no pavilhão da França, onde é possível degustar queijos típicos de várias regiões do país. Já o pavilhão da Coca-Cola oferece gratuitamente aos seus visitantes a sua mais famosa bebida.

Também é possível encontrar locais que servem produtos sem glúten, distribuídos por nove pavilhões, como os de Israel, Itália, Reino Unido e Holanda, ou 24 restaurantes onde se pode consumir pratos vegetarianos e veganos.

“No nosso mini site, os usuários podem escrever uma avaliação do restaurante em que estavam e escolher o melhor lugar com base em filtros e nos horários em que se acessa o aplicativo: às 18h, por exemplo, serão aconselhados os locais ideais para aperitivos, enquanto às 20h serão sugeridos restaurantes para a janta”, afirmou o diretor-geral do Zomato na Itália, Guk Kim.

Fonte: Ansa